Professores de Educação Física Sejam Bem Vindos!!!

Seja bem vindo ao nosso blog de Ginástica!!! Navegue em nossas páginas com fundamentação teórica e sugestões de encaminhamentos metodológicos para enriquecer suas aulas!!!

Ginástica Rítmica

A Ginástica Rítmica (GR) é uma modalidade ginástica, oficialmente restrita ao sexo feminino, composta de elementos corporais e do manejo de aparelhos, realizados com música. Os aparelhos são: arco, corda, bola, maças e fita.
Considerada um esporte artístico, teve seu surgimento em meados do século XX na Europa Central e a influência da pedagogia, da arte cênica, da dança e da música. Segundo GAIO (2010), três nomes influenciaram o surgimento da GR, sendo eles: Émile Jacques Dalcroze (1865 – 1950), criador do método de coordenação de música e movimento – Euritmia; Rudolf Bode (1881 – 1970), criador da ginástica expressiva (Ginástica Moderna) e Heinrich Medau (1890 – 1970) que realizou a introdução dos aparelhos manuais.
A GR é praticada sobre um tapete de 13m X 13m, onde as atletas utilizam collant aderente e sapatilha. Cada série de apresentação individual possui de 1’15” a 1’30” e a série de apresentação de conjunto  (com 5 ginastas) possui de 2’15 a 2’30”. Nas apresentações são utilizadas somente músicas instrumentais. Cada série deve conter dificuldades corporais e dificuldades do aparelho.
            As dificuldades corporais são: equilíbrios, saltos, pivôs e flexibilidades/ondas que possuem como movimentos de ligação deslocamentos, saltitos e passos rítmicos.
Cada aparelho (corda, arco, bola, maças e fita) possui suas especificidades e dificuldades que podem ser visualizados no Código de Pontuação da GR (
http://www.frginastica.com.br/download/gr/2010/Codigo%20novo%20em%20portugues%202009_2012.pdf%20%2 ), no site
www.ginasticas.com/ginasticas/gin_ritmica_provas.html e no Caderno Pedagógico de Educação Física da RME de Curitiba .
Na escola, a Ginástica Rítmica deve ser desenvolvida de forma lúdica, adaptando os materiais oficiais e oportunizando a participação dos meninos. Nas coreografias podem ser utilizadas músicas cantadas e serem compostas por um número maior de participantes.
Assista aos vídeos das apresentações de GR de ouro do Brasil no Pan 2011 dos conjuntos 3 Fitas e 2 Arcos  e 5 Bolas .

Como sugestão de encaminhamento metodológico, apresentamos uma prática com arco:

Ginástica Rítmica – práticas com arco 
Ressaltamos que esta sugestão pode ser desenvolvida em várias aulas.
Objetivos 
  • Vivenciar elementos da GR com o material arco. 
  • Desenvolver e/ou aprimorar habilidades de manipulação. 
  • Perceber as características próprias do material arco.
Recursos necessários:
  • Arcos de acordo com o número de estudantes e quadra.
Encaminhamento Metodológico
  • Explique aos estudantes que realizarão os movimentos da GR com o material Arco.
  • Deixe que, por alguns minutos, os estudantes explorem livremente o seu material.
  • A seguir, proponha as seguintes movimentações com o arco:
Ø      Rotação (bambolear) o arco na cintura, nos braços, no pescoço, nas pernas, no pé saltando o arco, em um braço e na seqüência trocar de braço sem parar a rotação.
Ø      Rolamento do arco: rolar o arco no chão para frente e em diversas direções.
Ø      Retropulsão do arco: realizar a retropulsão do arco (jogar o arco para frente, fazendo com que o mesmo retorne para si), realizar a retropulsão e saltar sobre o arco; realizar a retropulsão e passar por dentro do arco.
Ø      Saltito por dentro do arco: saltar por dentro do arco como este fosse uma corda.
Ø      Balanceamento do arco: balancear o arco em ambos os lados trocando de mãos ao cruzar à frente do corpo.
Ø      Lançamento e recuperação do arco: individualmente os estudantes deverão lançar o arco para cima e recuperá-lo antes que toque o solo. Podem ser acrescidas outras dificuldades corporais ao lançar o arco, como giros e saltos. A seguir realizar os lançamentos em duplas e na seqüência em quartetos, procurando a melhor forma de lançar e recuperar o arco.
Ø      Imitar com o arco um volante de carro e uma sombrinha.
Ø      Colocar o arco sobre a cabeça e deixá-lo cair no chão sem que encoste em nenhuma parte do corpo.
Ø      Girar o arco no chão, realizando a rotação sobre o próprio eixo e saltar dentro.
Ø      Coelhinho sai da toca: Os arcos deverão estar espalhados pelo espaço e  cada aluno se posicionará dentro de um arco, será a casinha. Um aluno deverá ficar sem arco. Ao sinal do professor todos deverão trocar de lugar e a criança que está sem arco deverá entrar em algum. O professor pode aproveitar para trabalhar com as formas de deslocamento nas trocas de lugar, solicitando que os alunos se desloquem de determinada forma.
Ø      Realizar uma amarelinha gigante com os arcos, explorando os saltos. 
Ø      Brincar de “trem”: cada aluno dentro de um arco, formar uma fila em que cada aluno será um vagão e irão se deslocar pelo espaço. Podem ser utilizadas músicas de trem e explorar as formas de deslocamento e de carregar o arco.
  • Reúna seus estudantes e converse com eles sobre as dificuldades e facilidades na realização da atividade e as características próprias do arco.
  • Apresente aos estudantes a modalidade da GR por meio de fotos e vídeos.
  • Solicite que em grupos os estudantes criem uma sequência de movimentos com o arco e em seguida apresentem para os demais grupos.  
Avaliação
Os estudantes serão avaliados desde a manipulação individual do material até a criação da sequência de movimentos.
          

Referências Bibliográficas
GAIO, Roberta. Ginástica Rítmica na escola: ações e reflexões. In: GAIO, Roberta; GÓIS, Ana Angélica Freitas; BATISTA, José Carlos Freitas(org.). A ginástica em questão: corpo e movimento. 2.ed. São Paulo: Phorte, 2010.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou sobre esta página? Deixe seus comentários e/ou sugestões.